Rebusteia

Rebusteia

(teia de enigmas)       

Meu depoimento, 2018

 

Entre 1973 e 1977 compus dezenas de “enigmas” impressionado pelo texto de Jean d'Espagnet, Arcanum Hermeticae Philosophiae  Opus  (Canones VIII & IX), 1623, de onde retirei  “...in obscuris enim Veritas delitescit, nec unquam dolosiùs, quàm cum apertè, nec veriùs quàm quum obscurè scribunt Philosophi”

 

(...com efeito , a verdade esconde-se na trevas, e os filósofos não escrevem jamais tão enganadoramente, que quando abertamente, nem mais verdadeiramente que quando obscuramente).

 

Os aforismos (aforismos visuais se assim pode ser dito) que se veem em Rbusteia é pequena parte dos que foram pensados durante o curso de pós graduação da Escola de Comunicação e Arte da Universidade de São Paulo, no começo da década de 1970. A maioria deles subordinados a leituras tal como em Epílogo e que foram rejeitados em favor da diversidade na publicação. O título geral era Significâncias, o que a meu ver, acentuava acentuava a característa "aforismo". O conjunto, apenas anotado, perdeu-se no tempo  

 

A edição de 1977, 500 exemplares, da Cooperativa Geral para Assuntos da Arte, leva um brevíssimo mas pertinente comentário de Maria Alice Vergueiro e um prólogo em desenho.

Gabriel Borba

Conjunto da Obra

Rebusteia

A Verdade esconde-se nas Trevas

A Verdade esconde-se nas Trevas, 1977

Mimiografo, 31.30 X 21.80 X 0.00

Obras, Séries e Coleções: Rebusteia

Projeto para o Por do Sol

Projeto para o Por do Sol, 1977

Mimiografo, 31.30 X 221.80 X 0.00

Obras, Séries e Coleções: Rebusteia

The Lady I long for

Um Golpe de Dada