XVI Bienal de São Paulo

XVI Bienal de São Paulo, 1981

Curador: Julio Plaza

Salão Bienal

Walter Zanini, Curador Geral da XVI Bienal

MAC USP

Avenida Pedro Alvares Cabral, 1301, 04094, São Paulo, SP, Brasil

Tel: +55 11 2648.0254

XVI Bienal de São Paulo

Núcleo I

 

Depoimento do curador (trechos)

 

Porque a exposição de Arte Postal na XVI Bienal?

 

Recorrendo a dados concretose imediatos do existir, esta atividade processual, que se aproprioudos serviços instirucionais dos Correios, permanece neste início da década de 80, uma das evidências maiores do fenômeno que desmaterializou a arte, objeto de um dos vetores do Nucleo I da presente manifestação. 

(...)

Este projeto da Bienal, sem preocupação de informação seletiva, visa essencialmente levar ao conhecimento público os atuais estágios dessa ação que intenta à marginalidade apesar de mostrr flancos abertos às contradições. quase quinhentos artistas aceitaram o convite para a exposição.

(...)

Walter Zanini

 

Catálogo

   

Conjunto da Obra

O Estado das Coisa (indicação direta III), 1979

colagem, 65.00 X 46.00 X 0.00

Série / Coleção: O Estado das Coisas

O Estado das Coisas

Meu depoimento

 

Jornais estavam censurados e não disfarçavam. Artigos vetados pelo censor, sob a alegação que a edição estava pronta, eram substituídos ora por mancha preta, ora  por texto alternativo, pura gozação, como poesia clássica ou receita culinária. 

Via constantemente a artimanha e, sobre a primeira página do O Estado de São Paulo, diário muito combativo, registrei O Estado das Coisas. Alusão ao titulo daquele periódico, estado como unidade da federação, substituído por estado como sinônimo de condição.

Gabriel Borba