Video_MAC

Video_MAC, 2020

Curador: Roberto Moreira Cruz

Exposição virtual

Live com o curador em 08.08.2020 11H00

MAC USP

Avenida Pedro Alvares Cabral, 1301, 04094, São Paulo, SP, Brasil

Tel: +55 11 2648.0254

Video_MAC

Meu depoimento

 

As iniciativas de Walter Zanini ecoam.

Desta vez na pesquisa de pós-doutorado de Roberto Moreira Cruz, precioso levantamento dos primeiros trabalhos de video por artistas paulistas, em meados dos anos 1970. Que resultou na exposição Video_MAC com sua curadoria. Na abertura fizemos uma transmissão ao vivo de uma conversa entre o curador e eu.

Interessado nas produções artisticas multimídia, Walter Zanini, enquanto diretor do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, entre múltiplas iniciativas na categoria, investiu na compra de, raro na época, equipamento portátil de gravação de vídeo e na capacitação dos artistas. Organizou o Núcleo de Vídeo Arte coordenado por Cacilda Texeira da Costa, que incluiu orientação técnica para os  novatos no manuseio do equipamento.

Na ocasião gravei os videos  ME VT, Nós (Versão II) e O Gato Acorrentado a um só Traçado.

Gabriel Borba, 2020

Conjunto da Obra

ME

Nós

O Gato Acorrentado a Um Só Traçado

Nós (Versão II), 1977

Video Tape

Série / Coleção: Nós

Nós Versão II VT

 

Meu depoimento

 

NÓS Versão II (VT) veio da mesma fonte interna com o que tenho trabalhado: minha impressão sobre a violência contra o indivíduo. Primeiro de tudo a palvra nós, tem dois significado nós ou nós ao mesmo tempo.

Esta versão VT foi feita dentro de uma instalação no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo e mostra, em uma projeção de slides, um fusilamento com o corpo de alguém caindo, com o som do projetor tomando o lugar do ruído dos tiros. A sequência segue intercalada por um rosto no espelho e a calça vazia que está no chão. Em uma ação tão subjetiva, o rosto no espelho, meu próprio rosto, tem um significado muito profundo segundo Lacan, olhando para si no espelho e, lentamente, virando o olhar para a frente.
Cabe ainda dizer que o corpo caindo é um trabalho autônomo e seu registro está publicado neste site como performance com o título corpo che cade, de alguma forma ligado ao Inferno de Dante, canto V, últimas linhas

Gabriel Borba, 2019